Connect with us

Internacional

Japão dá um passo à frente e dois atrás na anunciada regulamentação da canábis

Publicado

em

Ouvir este artigo
Imagem: Pro Cannabis Japanese Poster @ Reddit

O parlamento do Japão aprovou, na semana passada, um projecto de lei para legalizar produtos com substâncias derivadas da canábis para fins medicinais. Apesar de representar um avanço na regulamentação, o diploma mantém uma postura bastante conservadora em relação à canábis e agrava as penas relacionadas com a utilização da planta. A posse e o cultivo de canábis já eram proibidos, mas agora, o Japão quer também criminalizar o seu uso, estabelecendo uma pena de prisão de até sete anos para quem violar as normas. 

Actualmente, no Japão, os medicamentos produzidos a partir de plantas de canábis só são permitidos em ensaios clínicos, mas várias associações de pacientes têm apelado ao governo para que dê acesso a medicamentos com canabidiol (CBD), já aprovados em muitos outros países para condições tão severas como a Epilepsia, refere o The Japan Times.

O Parlamento do Japão. Foto: D.R. | Kyodo

De acordo com as leis revistas, que entram em vigor um ano após a promulgação, a planta da canábis e o tetra-hidrocanabinol (THC), são designados como narcóticos a serem regulamentados.

Através das mudanças que o Japão pretende implementar, haverá dois tipos de licença para cultivar canábis: uma para quem cultivar para fazer medicamentos e outra para fins industriais, como o cânhamo.

Contudo, as alterações legais associadas ao cultivo de canábis no Japão só deverão entrar em vigor dois anos após o anúncio.

Há pouco mais de um mês, Tokyo acolheu a terceira edição da CBD Journey & CannaCon, a maior exposição e conferência de CBD e cânhamo do Japão. Na altura, em declarações ao Cannareporter, Roger Nakazawa, um dos organizadores do certame, disse que se prevê que os canabinóides e a canábis sejam cada vez mais utilizados no Japão, principalmente na área medicinal.

De acordo com o The Japan Times, antigamente o Japão não penalizava o consumo de canábis, em parte para proteger os agricultores do cânhamo, que poderiam absorver acidentalmente algumas substâncias no processo do cultivo e processamento da planta para utilização em produtos de cânhamo industrial. No entanto, o país inverteu a sua posição, justificando-se com as preocupações crescentes de que a falta de uma proibição do consumo esteja a promover o abuso de drogas entre os mais jovens. Apesar de o consumo ter aumentado entre os adolescentes japoneses, o número de infracções e detenções efectuadas pela polícia, Agência Anti-drogas e Guarda Costeira relacionadas com a canábis diminuiu cerca de 4,1% em relação a 2021.

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional3 dias atrás

Alemanha: Bundestag votou hoje a favor da legalização da canábis, mas ainda é necessária a aprovação do Conselho Federal

O Bundestag debateu e votou esta tarde o projecto da legalização do uso pessoal de canábis no país, com 407...

Internacional4 dias atrás

Alemanha: Legalização vai ser discutida esta sexta-feira, dia 23

O Bundestag da Alemanha vai finalmente deliberar sobre a legalização da canábis para consumo pessoal no país. O debate, que tem sido...

Cânhamo6 dias atrás

Cultivo de Cânhamo nos Açores vai ter sessão de esclarecimento na Ilha Terceira

A Confraria Internacional Cannabis Portugal e a CannAzores unem esforços para promover uma Sessão de Esclarecimento sobre o Cultivo de...

Saúde1 semana atrás

CBD e CBC mostram resultados promissores no carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço

Um estudo publicado na revista Cancers descobriu que os extractos de canábis ricos em CBD (canabidiol) podem matar células cancerosas da...

Internacional2 semanas atrás

Ucrânia: Zelensky assina projecto de lei para legalizar a canábis medicinal

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky assinou um projecto de lei que legaliza a canábis medicinal na Ucrânia, prevendo-se que os...

Nacional2 semanas atrás

Portugal: Associação Mães pela Canábis publica e-book sobre canábis medicinal

A Associação de Mães pela Canábis (AMC) anunciou o lançamento de um e-book intitulado “Fronteiras da Cannabis: CIÊNCIA, TERAPÊUTICA &...

Corporações3 semanas atrás

Akanda assina carta de intenção para vender RPK Biopharma à Somaí. “Será uma das poucas empresas verticais de canábis da UE”, diz Michael Sassano

A Akanda Corporation, uma empresa internacional de canábis medicinal cotada na Nasdaq (AKAN) e que detém a empresa portuguesa Holigen, anunciou...

Cânhamo4 semanas atrás

Portugal: DGAV admite que o CBD é a sua “grande dor de cabeça” e produtores reclamam utilização da planta inteira

A conferência “Cânhamo Industrial – o (Re)nascer da Fileira em Portugal” promovida pela Cânhamor e pela Consulai, que decorreu dia...

Internacional4 semanas atrás

Pensionista espanhol contorna segurança do aeroporto de Lisboa com 21 kg de canábis

Um pensionista espanhol de 63 anos foi detido em Malta, depois de aterrar no aeroporto num voo proveniente de Lisboa,...

Cânhamo4 semanas atrás

Portugal: O futuro do cânhamo industrial discute-se amanhã em Beja

  O auditório EDIA, em Beja, vai receber amanhã, dia 30 de Janeiro, a partir das 14 horas, uma ronda...