Connect with us

Internacional

Japão dá um passo à frente e dois atrás na anunciada regulamentação da canábis

Publicado

em

Ouvir este artigo
Imagem: Pro Cannabis Japanese Poster @ Reddit

O parlamento do Japão aprovou, na semana passada, um projecto de lei para legalizar produtos com substâncias derivadas da canábis para fins medicinais. Apesar de representar um avanço na regulamentação, o diploma mantém uma postura bastante conservadora em relação à canábis e agrava as penas relacionadas com a utilização da planta. A posse e o cultivo de canábis já eram proibidos, mas agora, o Japão quer também criminalizar o seu uso, estabelecendo uma pena de prisão de até sete anos para quem violar as normas. 

Actualmente, no Japão, os medicamentos produzidos a partir de plantas de canábis só são permitidos em ensaios clínicos, mas várias associações de pacientes têm apelado ao governo para que dê acesso a medicamentos com canabidiol (CBD), já aprovados em muitos outros países para condições tão severas como a Epilepsia, refere o The Japan Times.

O Parlamento do Japão. Foto: D.R. | Kyodo

De acordo com as leis revistas, que entram em vigor um ano após a promulgação, a planta da canábis e o tetra-hidrocanabinol (THC), são designados como narcóticos a serem regulamentados.

Através das mudanças que o Japão pretende implementar, haverá dois tipos de licença para cultivar canábis: uma para quem cultivar para fazer medicamentos e outra para fins industriais, como o cânhamo.

Contudo, as alterações legais associadas ao cultivo de canábis no Japão só deverão entrar em vigor dois anos após o anúncio.

Há pouco mais de um mês, Tokyo acolheu a terceira edição da CBD Journey & CannaCon, a maior exposição e conferência de CBD e cânhamo do Japão. Na altura, em declarações ao Cannareporter, Roger Nakazawa, um dos organizadores do certame, disse que se prevê que os canabinóides e a canábis sejam cada vez mais utilizados no Japão, principalmente na área medicinal.

De acordo com o The Japan Times, antigamente o Japão não penalizava o consumo de canábis, em parte para proteger os agricultores do cânhamo, que poderiam absorver acidentalmente algumas substâncias no processo do cultivo e processamento da planta para utilização em produtos de cânhamo industrial. No entanto, o país inverteu a sua posição, justificando-se com as preocupações crescentes de que a falta de uma proibição do consumo esteja a promover o abuso de drogas entre os mais jovens. Apesar de o consumo ter aumentado entre os adolescentes japoneses, o número de infracções e detenções efectuadas pela polícia, Agência Anti-drogas e Guarda Costeira relacionadas com a canábis diminuiu cerca de 4,1% em relação a 2021.

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

+ posts
Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Eventos14 horas atrás

Maren Krings, autora de “H is for Hemp” apresenta o seu documentário sobre a Ucrania hoje em Lisboa

Maren Krings, fotojornlista autro-alemã e autora do livro “H is for Hemp” está hoje em Lisboa para apresentar o seu...

Internacional2 dias atrás

EUA: Pediatra Bonni Goldstein lança petição contra a proibição de medicamentos de CBD natural na Califórnia

A pediatra norte-americana Bonni Goldstein está a alertar para a tentativa de proibição de medicamentos derivados de CBD natural na...

Internacional3 dias atrás

Europa tem quase 23 milhões de utilizadores de canábis, a mais consumida de todas as substâncias ilícitas

A canábis continua a ser, de longe, a substância ilícita mais consumida na Europa. Estas são as conclusões do “Relatório...

Eventos4 dias atrás

Mary Jane celebra a cultura da canábis legal pela primeira vez na Alemanha

É já no próximo fim-de-semana, de 14  16 de Junho, que se realiza a já habitual Mary Jane, na Messe...

Eventos1 semana atrás

CB Club reúne profissionais da canábis antecipando a Mary Jane, em Berlim

A antecipar a CB Expo (Cannabis Business Expo and Conference), que acontecerá em Dortmund, em Setembro, a CB Company vai...

Reportagem1 semana atrás

África do Sul: a legalização de uma indústria que já prospera

Nas semanas que antecederam as eleições para Assembleia Geral na África do Sul, na passada quarta-feira, 29 de Maio, havia...

Entrevistas1 semana atrás

Rui Reininho: “Eu acho esquisitíssimo andarem os meus colegas da GNR a meter o nariz nas propriedades das pessoas a ver o que é que esta planta faz”

Rui Reininho, músico português que ficou famoso enquanto vocalista dos GNR, dispensa apresentações. Ao contrário do que muitos pensam, não fundou...

Notícias2 semanas atrás

Canadá: Estudo demonstra que utilização de canábis reduz consumo de metanfetaminas

Os utilizadores de poli-drogas, indivíduos que consomem várias substâncias, recorrem frequentemente à canábis como forma de reduzir o seu consumo...

Eventos4 semanas atrás

CannaTrade regressa a Zurique de 24 a 26 de Maio

A CannaTrade – Feira e Festival Internacional do Cânhamo de Zurique atinge em 2024 a maioridade, celebrando a sua 18ª...

Comunicados de Imprensa4 semanas atrás

Grupo SOMAÍ e a sua subsidiária RPK Biopharma ampliam parceria com Cookies para incluir Europa e Reino Unido

LISBOA, PORTUGAL, 16 de maio de 2024 /EINPresswire.com/ — O Grupo SOMAÍ (“SOMAÍ”) e a sua subsidiária, RPK Biopharma expandiram...