Connect with us
Publicidade
Publicidade

Nacional

1ª Pós-Graduação em Cannábis Medicinal arranca hoje no Laboratório Militar

Publicado

em

O OPCM — Observatório Português de Canábis Medicinal, o Laboratório Militar de Produtos Químicos e Farmacêuticos (LMPQF) e a Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (FFUL), recebem hoje, 20 de Setembro de 2019, os primeiros 25 alunos da 1ª Pós-Graduação em GxP, ou GMP — Good Manufacturing Practices —, para Canábis Medicinal.

A formação resulta de uma iniciativa conjunta destas três entidades, em parceria com a Associação para o Desenvolvimento do Ensino e Investigação em Microbiologia (ADEIM), inaugurando, assim, a formação em boas práticas aplicadas à canábis em Portugal.

As duas primeiras edições da Pós-Graduação já estão esgotadas e contam com alunos de todas as áreas relacionadas com o ciclo de produção da canábis para fins medicinais, desde o cultivo à extracção, passando pelo armazenamento ou distribuição, entre muitas outras.

O curso decorre às sextas e sábados, no auditório do Laboratório Militar de Produtos Químicos e Farmacêuticos, na Avenida Dr. Alfredo Bensaúde, em Lisboa, de hoje até 14 de Dezembro, arrancando a segunda edição em Janeiro de 2020.

A direcção do programa está a cargo de Rui Loureiro, Professor Convidado da FFUL, especialista em Farmacêutica Industrial e membro do Board European Health Futures Forum (EHFF), com a investigação actual focada nos sistemas de Gestão da Qualidade na Saúde e Gestão de Risco na Saúde.

Rui Loureiro explica que “com a Lei 33/2018, de 18 de julho, estabeleceu-se o quadro legal para a utilização de medicamentos, preparações e substâncias à base da planta da canábis para fins medicinais. Desta forma toda a cadeia de produção e desenvolvimento, desde o cultivo da planta à sua preparação e distribuição, deve ser monitorizada e controlada, para garantir que todos os produtos são produzidos de acordo com as boas práticas e requisitos aplicáveis, como a certificação GMP. Este imperativo cria assim novos desafios a todos os intervenientes no circuito farmacêutico e a presente pós-graduação tem como objectivo permitir a actualização prática aos participantes, bem como a projecção de futuros desenvolvimentos no sector da canábis em Portugal”.

A pós-graduação contará com os seguintes módulos:

  • Regulamentações comparadas (nacional, comunitárias e extra comunitárias, Diretiva 2001/83/EC, Diretiva 2003/94/EC, …)
  • GMP (Good Manufacturing Practices)
  • GACP (Good Agricultural and Collection Practices)
  • “GxP” aplicáveis
  • Logística Nacional e Internacional
  • Segurança das Tecnologias de Informação e Física
  • Sistemas de Gestão da Função Qualidade
  • Sistemas de Gestão de Risco
  • Instalações, equipamentos, materiais. recursos humanos, processos e fluxos
  • SOP construção gestão e controlo
  • Desafios específicos (microbiológicos, pesticidas, “metais pesados”, segurança, …)
  • Auditorias
  • Farmacovigilância, canábis e derivados
  • Desenvolvimento de medicamentos, preparações, substâncias à base de canábis

Os protocolos de colaboração hoje assinados entre o OPCM, o LMPQF e a FFUL prosseguem o objectivo comum de promover a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de investigação com canábis medicinal em Portugal.

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
Publicidade

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional7 horas atrás

Como vão funcionar as associações de canábis em Malta?

A Autoridade para o Uso Responsável de Canábis (ARUC), entidade Maltesa com responsabilidade na regulamentação da indústria legal e recreativa...

Corporações7 horas atrás

Organigram notificada pela Nasdaq por falhar valor mínimo de negociação

A Organigram Holdings Inc. foi notificada pela Nasdaq de que terá até ao próximo mês de Julho para atingir o...

Cânhamo1 dia atrás

EUA: FDA recusa regulamentar CBD devido a preocupações de segurança

A Food and Drug Administration (FDA) rejeitou iniciar o processo de regulamentação do CBD em produtos alimentares, por não considerar...

Internacional1 dia atrás

Hong Kong: Proibição do CBD entra em vigor a 1 de Fevereiro, com multas milionárias e penas de prisão perpétua

Hong Kong vai classificar oficialmente o Canabidiol (CBD) como uma “droga perigosa” já a partir desta quarta-feira, 1 de Fevereiro,  e...

Internacional4 dias atrás

Japão dá passos para legalizar o uso medicinal de canábis

O governo do Japão está a considerar uma revisão da sua Lei de Controlo da Canábis, que permitiria o uso...

Comunicados de Imprensa5 dias atrás

EUA: Curaleaf encerra operações na Califórnia, Colorado e Oregon

A Curaleaf Holdings anunciou hoje em comunicado de Imprensa o encerramento proactivo da maioria das suas operações na Califórnia, Colorado...

Corporações5 dias atrás

Bedrocan expande produção de canábis medicinal para a Dinamarca

O produtor holandês de canábis medicinal Bedrocan vai abrir uma nova instalação na Dinamarca, de forma a responder à procura...

Internacional5 dias atrás

Malta: Registo para obter licenças de canábis inicia a 28 de Fevereiro

Já passou quase um ano desde que Malta aprovou a legislação para regulamentar o uso adulto da canábis, permitindo a posse...

Internacional6 dias atrás

França dá um passo em frente na legalização da canábis

O Conselho Económico, Social e Ambiental (Cese) de França propôs uma “legalização supervisionada” da canábis, num esforço para “ser orientado...

Comunicados de Imprensa6 dias atrás

Suíça: Linnea obtém licença para produção e exportação de API’s com alto teor de THC

A Linnea SA obteve a licença de narcóticos da Swissmedic, a equivalente suíça ao Infarmed I.P., tornando-a numa das primeiras...