Connect with us

Cânhamo

Finlândia: Falta de regras no cânhamo leva empresas à falência

Avatar

Published

on

A indefinição nas regras da União Europeia para alimentos e extractos à base de cânhamo – e as consequentes retiradas de produtos do mercado – atingiu fortemente o maior vendedor de CBD da Finlândia no final de Fevereiro. A Hamppumaa, uma das maiores importadoras e revendedoras de sumo de cânhamo e produtos com CBD, disse que as decisões das autoridades nacionais forçaram a falência da companhia.

A Autoridade Alimentar da Finlândia informou recentemente que “os produtos como suco de cânhamo Sana que estavam a ser importados da Holanda são considerados novos alimentos”, disse o fundador da Hamppumaa, Oy Jaakko Myllyniemi. Adicionalmente, as autoridades justificaram que os produtos foram retirados do mercado devido aos vestígios de THC, alegação à qual a Hamppumaa respondeu, justificando que estavam bem abaixo do limite de orientação de 0,2% da UE.

Seguindo as diretrizes

Cápsulas Sana Hemp Juice, feitas a partir de matéria vegetal congelada e triturada

Entre os vários produtos da Sana Hemp que a Hamppumaa estava a comercializar, o Sana Hemp Cannabis Sativa Oil 2,5% contém 0,1% de THC; e uma variedade de cápsulas, comprimidos e tinturas contém 0,01% de THC ou menos, de acordo com o site do produtor.

Perguntas sobre os níveis de THC e as novas regras alimentares da UE – um regime de segurança alimentar mais restrito e rigoroso – semearam problemas nos Estados membros no ano passado. A redacção das regras que afetam o cânhamo e os extratos de cânhamo com CBD na sua composição, foi atualizado no ano passado no Catálogo de Alimentos Novos (Novel Food), uma lista de alimentos que não são vistos como produtos consumidos de forma comum nos estados membros da UE antes de 1997. O catálogo destina-se a controlar novos produtos genéticos ou produtos alimentares sintéticos.

Problema alastra-se a toda a Europa

As mudanças no catálogo das Novel Foods levaram a uma onda de editais de retirada de produtos do mercado. Esta situação resultou na retirada de vários produtos alimentícios de cânhamo e extractos feitos de folhas e flores dos mercados na Alemanha, Reino Unido, Irlanda, Suécia, Polónia e Itália no último ano.

A Hamppumaa, fundada em 2014 quando começou a importar produtos germinados de sementes de cânhamo, foi a primeira empresa na Finlândia a oferecer produtos de CBD para consumidores finlandeses. “Conseguimos ficar em primeiro lugar na pesquisa orgânica do Google para CBD e éramos os maiores vendedores de produtos de CBD na Finlândia”, disse Myllyniemi. “Tínhamos os nossos produtos em mais de 100 lojas de saúde, cobrindo todas as maiores cidades”.

Novo Alimento “não faz sentido”

Sumo de cânhamo da Sana Hemp Juice, feito a partir de biomassa de cânhamo triturada

As autoridades finlandesas, que identificaram oficialmente o CBD como um novo alimento, foram citadas nos meios de comunicação sociais, com declarações de que o chá de cânhamo não é um Novo Alimento, mas o sumo de cânhamo cru sim. “Não faz nenhum sentido”, disse Myllyniemi.

O suco de cânhamo Sana contém 54 mg de CBD por 100 ml de volume de sumo de cânhamo, bem abaixo do nível de 160 mg/100 ml recomendado para a Europa. Também está abaixo de uma referência diária de ingestão de 70mg/100ml, recomendada recentemente por autoridades do Reino Unido.

Planos interrompidos

A Hamppumaa tinha planos para iniciar este ano uma linha de produção de sementes de cânhamo e estava a ampliar o patrocínio de lutadores finlandeses do UFC e outros atletas. “Agora, temos produtos Sana Hemp Juice no valor de 50 mil euros em estoque que não podemos vender”, disse Myllyniemi, observando que “as dificuldades de pagamento e super-endividamento” levaram à decisão de pedir falência.

A empresa recorreu da decisão de parar de vender produtos de sementes de cânhamo para os tribunais administrativos, à medida que avança a falência, disse Myllyniemi. Não está claro o que acontecerá com esse recurso no tribunal no futuro, nem quanto tempo poderá demorar. “Esta empresa pode continuar, mas nada está certo ainda”, concluiu Myllyniemi.
__________________________________________________________________

Foto de Destaque: Hamppumaa website

Publicidade

O CannaReporter é um projecto independente e completamente suportado pela comunidade.

Para continuar a desenvolver este projecto e para garantir os recursos para acompanhar a indústria em Portugal, o apoio dos leitores é fundamental.


l

Clique abaixo e torne-se apoiante do CannaReporter!

Torna-te Patreon e contribui para o projecto CannaReporter!
1 Comment

1 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *