Connect with us

Cânhamo

Decisão judicial do caso Kanavape, agendada para amanhã, pode definir futuro do CBD na Europa

Publicado

em

Ouvir este artigo

O Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE) anunciou a leitura da decisão final sobre o caso Kanavape para amanhã, dia 19 de Novembro de 2020. O caso, que se centra numa disputa sobre a comercialização do vaporizador de CBD da Kanavape em França, é uma das decisões legais mais esperadas, pois pode representar o futuro da indústria de CBD na Europa.

A Kanavape está a ser processada em França por vender produtos de vaporização fabricados com CBD natural, proveniente do cânhamo. O paradigma legal francês proíbe, actualmente, a comercialização de produtos derivados de toda a planta da canábis (mesmo que seja de cânhamo, como é o caso), e portanto, de produtos que contenham CBD, enquanto que o uso de CBD sintético (quimicamente idêntico) é geralmente permitido.

No entanto, na Europa é permitido o cultivo de cânhamo para fins industriais, desde que os níveis de THC não ultrapassem os 0,2%. A empresa francesa defende-se com a livre circulação de mercadorias na União Europeia. Sébastien Béguerie, consultor, e Antonin Cohen-Adad, agora líder empresarial em Espanha, lançaram em dezembro de 2014 a “Kanavape”, o primeiro cigarro eletrónico de canábis “100% legal”. No vaporizador usaram um óleo contendo canabidiol (CBD), uma molécula não psicotrópica da Cannabis sativa L. (cânhamo), com menos de 0,2% de tetrahidrocanabinol (THC), a substância psicotrópica da planta.

A decisão do tribunal, agendada para amanhã, dia de 19 de novembro, tem o potencial de abrir um novo mercado de CBD na França, bem como de desencadear uma onda de revisões e reformas legislativas em outros estados membros da UE. Ou não. Mas esta decisão pode ter também implicações na posição final da Comissão Europeia sobre se o CBD derivado das flores do cânhamo deve ser regulamentado como um narcótico, em vez de um suplemento alimentar ou novo alimento.

A decisão está marcada para acontecer duas semanas antes de uma votação em Dezembro pela Comissão de Estupefacientes das Nações Unidas sobre a forma como a canábis e substâncias relacionadas estão programadas em dois tratados internacionais de narcóticos.

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

Sou um dos directores do CannaReporter, que fundei em conjunto com a Laura Ramos. Sou natural da inigualável Ilha da Madeira, onde resido actualmente. Enquanto estive em Lisboa na FCUL a estudar Engenharia Física, envolvi-me no panorama nacional do cânhamo e canábis tendo participado em várias associações, algumas das quais, ainda integro. Acompanho a industria mundial e sobretudo os avanços legislativos relativos às diversas utilizações da canábis.

Posso ser contactado pelo email joao.costa@cannareporter.eu

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Cânhamo18 horas atrás

Itália: Alteração que queria proibir canábis light foi arquivada

A alteração que o governo de Giorgia Meloni queria fazer na lei da canábis em Itália e que pretendia proibir...

Cânhamo19 horas atrás

A confusão do cânhamo em Portugal: ASAE apreende CBD na Kings Yard, mas deixa flores por serem para “coleccionismo”

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu cerca de 845 produtos numa loja da Kings Yard, que “apresentavam na sua...

Cânhamo4 dias atrás

Portugal: Estudo revela disparidades alarmantes na rotulagem do CBD, que continua proibido no país

Um estudo recente sobre os produtos de CBD em Portugal revela disparidades alarmantes entre o conteúdo de canabinóides anunciado e...

Internacional4 dias atrás

Espanha: Câmara de Barcelona encerra dezenas de clubes de canábis

A Câmara Municipal de Barcelona deu início a uma forte repressão contra os clubes de canábis da cidade, ordenando o...

Internacional6 dias atrás

Alemanha aprova o primeiro clube social de canábis após a legalização

A Ministra da Agricultura da Baixa Saxónia, Miriam Staudte, anunciou esta segunda-feira que o seu gabinete autorizou o primeiro clube...

Cânhamo1 semana atrás

Tailândia cada vez mais perto de reclassificar a canábis e o cânhamo como substâncias controladas

A Tailândia deu mais um passo decisivo no sentido de voltar a proibir a canábis no país. Na passada sexta-feira,...

Internacional2 semanas atrás

Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência (OEDT) passa a ser Agência da União Europeia das Drogas (EUDA)

A 2 de Julho de 2024 o Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência (EMCDDA) passará a ser a Agência...

Eventos3 semanas atrás

ICRS – International Cannabinoid Research Society reúne médicos e investigadores em Salamanca para o 34º Simpósio sobre Canabinoides

Se pensa que a investigação com canábis é algo recente e que inda não há estudos suficientes… pense outra vez! É...

Crónica3 semanas atrás

Terroir 101 – Uma Introdução

Este artigo inicia uma série sobre temas necessários para os que acreditam que esta planta merece ser reverenciada e elevada...

Eventos3 semanas atrás

Editora do CannaReporter®, Laura Ramos, nomeada “Jornalista do Ano” nos prémios Business of Cannabis

A indústria da canábis está prestes a reunir-se em Londres para dois dias de Cannabis Europa e uma noite de...