Connect with us

Nacional

Última hora: Mãe e bebé que foram detidas no Hospital de Cascais já estão em casa

Publicado

em

Ouvir este artigo

A mãe e a bebé que estavam detidas no Hospital de Cascais desde sexta-feira por suspeitas de utilização de canábis durante a gravidez já tiveram alta e o aval da CPCJ — Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Sintra Ocidental para ir para casa. A notícia foi avançada ao Cannareporter pela própria Isabella Burgos, mãe da bebé, cujo teste toxicológico deu negativo. 

Isabela Burgos deu à luz a pequena Tereza na passada quinta-feira, dia 10 de Agosto, no Hospital de Cascais, mas dois dias depois viu ser-lhe negada a alta a si e à sua bebé, por alegadas suspeitas de utilização de canábis durante a gravidez. Contactado pelo Cannareporter, ainda no Sábado, o Hospital de Cascais não se quis pronunciar sobre o caso em específico, pois já estava nas mãos da CPCJ, mas confirmou que o teste toxicológico da mãe era negativo, remetendo a decisão da alta para a assistente social encarregue do caso.

O que aconteceu?
Após alguns desentendimentos com a equipa que assistiu Isabella, Tereza e o pai, Marcos, no pós-parto, o Hospital chamou a GNR e uma assistente social ao local. Inicialmente, a assistente social terá dito a Marcos que tinha sido chamada por causa do seu “comportamento agressivo”, mas depois “disse que foi porque a Isabella contou numa consulta que fumava canábis”, de acordo com declarações de Marcos ao Cannareporter.

Marcos clarificou que essa informação só tinha sido facultada no Centro de Saúde da Parede, durante a primeira consulta de gravidez de Isabella e que a mulher nunca mais fumou durante a gravidez.

O pai queixou-se de retaliação por parte da equipa médica, quando percebeu que tinham ido ao sistema à procura de qualquer coisa que pudessem usar contra eles. “Durante toda a gravidez ninguém se preocupou em perceber se a mãe fumava ou não nem ninguém pediu para fazer testes toxicológicos antes do parto, pegaram nisso porque estavam à procura de alguma coisa para criar todo este transtorno que nos estão a provocar agora”.

Mãe e bebé foram obrigadas a permanecer no Hospital durante o fim-de-semana, já que a CPCJ estava encerrada. Esta manhã, Marcos fez marcação cerrada à porta da CPCJ de Sintra Ocidental, onde inicialmente lhe terão dito que as duas assistentes sociais encarregues do processo teriam ido de férias. Após insistência do pai, a assistente social de serviço acabou por lhe dizer iriam comunicar o seu aval ao Hospital para lhes ser dada alta.

Mãe e bebé tiveram alta ao final do dia de hoje, tendo-se dirigido para sua casa, em Massamá. Isabella desabafou ao Cannareporter: “Conseguimos! Vamos para casa!” e acrescentou apenas que agora queria descansar.

O Cannareporter tentou contactar a CPCJ de Sintra Ocidental ao longo do dia de hoje para obter uma reacção, mas sem sucesso.

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

+ posts
Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional20 horas atrás

Polícia alemã esclarece que não sugeriu consumo de canábis (em vez de álcool) aos adeptos ingleses do Euro 2024

A polícia de Gelsenkirchen, na Alemanha, foi citada numa notícia onde afirmou que as atenções estariam mais centradas nos adeptos...

Eventos1 dia atrás

Substâncias sintéticas ameaçam enorme sucesso da Mary Jane Berlin

Era expectável que esta edição da Mary Jane Berlin fosse a maior concentração de sempre da comunidade da canábis na...

Nacional3 dias atrás

ICAD promove inquérito europeu sobre consumo de drogas em Portugal

O Instituto para os Comportamentos Aditivos e as Dependências (ICAD) iniciou a 4ª edição do European Web Survey on Drugs...

Eventos4 dias atrás

Maren Krings, autora do livro “H is for Hemp”, apresenta documentário sobre a Ucrânia hoje, em Lisboa

Maren Krings, fotojornalista e autora do livro “H is for Hemp” está hoje em Lisboa para apresentar o seu novo...

Internacional6 dias atrás

EUA: Pediatra Bonni Goldstein lança petição contra a proibição de medicamentos de CBD natural na Califórnia

A pediatra norte-americana Bonni Goldstein está a alertar para a tentativa de proibição de medicamentos derivados de CBD natural na...

Internacional6 dias atrás

Europa tem quase 23 milhões de utilizadores de canábis, a mais consumida de todas as substâncias ilícitas

A canábis continua a ser, de longe, a substância ilícita mais consumida na Europa. Estas são as conclusões do “Relatório...

Eventos7 dias atrás

Mary Jane celebra a cultura da canábis legal pela primeira vez na Alemanha

É já no próximo fim-de-semana, de 14  16 de Junho, que se realiza a já habitual Mary Jane, na Messe...

Eventos2 semanas atrás

CB Club reúne profissionais da canábis antecipando a Mary Jane, em Berlim

A antecipar a CB Expo (Cannabis Business Expo and Conference), que acontecerá em Dortmund, em Setembro, a CB Company vai...

Reportagem2 semanas atrás

África do Sul: a legalização de uma indústria que já prospera

Nas semanas que antecederam as eleições para Assembleia Geral na África do Sul, na passada quarta-feira, 29 de Maio, havia...

Entrevistas2 semanas atrás

Rui Reininho: “Eu acho esquisitíssimo andarem os meus colegas da GNR a meter o nariz nas propriedades das pessoas a ver o que é que esta planta faz”

Rui Reininho, músico português que ficou famoso enquanto vocalista dos GNR, dispensa apresentações. Ao contrário do que muitos pensam, não fundou...