Connect with us
Publicidade
Publicidade

Desporto

Agência Mundial Anti-Doping mantém canábis na lista de substâncias proibidas

Publicado

em

A canábis deverá continuar na lista de substâncias consideradas dopping a nível mundial. A informação foi avançada por um porta-voz da Agência Mundial Anti-Doping, num artigo exclusivo publicado no Wall Street Journal. Depois de fortes apelos dos Estados Unidos da América (EUA) e da Holanda para um alívio nesta proibição, a Agência Internacional parece estar inclinada para continuar a sua interdição.

Apesar dos avanços nas regulamentações relativamente ao consumo de canábis, medicinal ou recreativa, o mundo do desporto profissional tem tolerância zero com a canábis, sendo esta inserida numa lista de substâncias proibidas, gerida pela Agência Internacional Anti-Doping (WADA). As actualizações destas listas são realizadas em conjunto com as entidades anti-doping dos vários países entrando em vigor uma versão actualizada no início de cada ano.

Holanda contra proibição
Em Julho, a autoridade anti-doping holandesa manifestou a sua discordância em relação à manutenção deste status proibitivo em relação à canábis e aos canabinóides, “Na nossa opinião, os canabinóides não devem fazer parte do programa anti-doping”.

De forma semelhante, posicionaram-se os Estados Unidos da América, depois da perda de uma atleta em 2021, Sha’Carri Richardson, devido a um teste positivo para canábis. A Casa Branca e a Agência Anti-Doping Americana foram as porta-vozes destas reivindicações, a questionar se as regras, no que diz respeito à canábis, devem manter-se.

Retirada da canábis é possível, mas improvável

Apesar de o presidente da Agência Antidoping Americana (USADA) tecer fortes críticas à WADA, a última alega que dos EUA não chegou nenhum pedido relativamente à remoção da canábis da lista de substâncias proibidas. Segunda o Wall Street Journal (WSJ), o porta-voz da WADA disse que “até ao momento, nem as autoridades dos Estados Unidos nem a Agência Anti-doping dos EUA solicitaram a remoção da canábis da Lista de Substâncias Proibidas”.

O CEO da USADA, Travis Tygart, que no último ano afirmou que “as regras relativamente à canábis necessitam de mudanças” afirmou  que “por quase uma década, a USADA defendeu que a WADA mudasse sua abordagem à canábis, para que um teste positivo não seja uma violação, a menos que tenha sido usado intencionalmente para melhorar o desempenho ou colocar em risco a saúde ou a segurança dos concorrentes”.

O porta-voz da Agência Mundial Anti-Doping enfatizou que a lista é provisória até ao final deste mês: “O esboço da Lista Proibida de 2023 está a ser considerado”. Ainda segundo as declarações dadas ao WSJ,  “o Comité Executivo da WADA será solicitado a aprovar a versão final da Lista durante sua reunião de 23 de setembro, sendo a própria Lista publicada no máximo a 1 de Outubro, entrando em vigor a 1 de Janeiro de 2023.”

Publicidade

Mais recentes

Nacional5 horas atrás

Portugal: Exportações de canábis não param de crescer, mas Infarmed rectifica números divulgados em Março

A canábis produzida em Portugal já ruma para quatro continentes, de acordo com os dados do relatório divulgado pelo Infarmed,...

Nacional3 dias atrás

Em Portugal já foram prescritos mais de 10kg de canábis, mas só há 5 pedidos de ACM no Infarmed

As vendas de canábis para fins medicinais em Portugal ainda são pouco expressivas, mas mostram sinais de crescimento, de acordo...

Nacional3 dias atrás

Portugal: Infarmed já atribuiu 61 licenças e 172 pré-licenças relacionadas com canábis medicinal

O Infarmed — Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde I.P. atribuiu, até final de Junho de 2022, 61...

Internacional3 dias atrás

Espanha substitui multas de consumo e posse de drogas por “actividades de reeducação”

Os seis grupos parlamentares espanhóis (PSOE, Unidas Podemos, PNV, ERC, Junts e EH Bildu), chegaram a acordo para a reforma...

Nacional4 dias atrás

Infarmed publica relatório sobre a evolução da actividade da canábis medicinal em Portugal

O Infarmed — Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde I.P. publicou uma análise relativa às actividades desenvolvidas no sector da...

Corporações4 dias atrás

Snoop Dog e British American Tobacco investem no Sanity Group

O Sanity Group anunciou esta semana um dos maiores financiamentos numa empresa de canábis na Europa, com de 37.6 milhões de dólares...

Internacional4 dias atrás

Austrália: 1 milhão de dólares em multas por “falsas” alegações de saúde

A entidade reguladora de medicamentos australiana, a Therapeutic Goods Administration (TGA), emitiu 73 notificações de infracção sobre as alegações das...

Comunicados de Imprensa4 dias atrás

Cannadouro Magazine: Número 7 já está nas bancas. Veja aqui como receber a revista em casa

O número 7 da Cannadouro Magazine já está nas bancas, com muita informação em português sobre a actualidade do mundo...

Comunicados de Imprensa5 dias atrás

Portugal: Mais um arguido por tráfico de estupefacientes

O Comando Territorial de Braga, através do Posto Territorial do Braga, ontem, dia 27 de setembro, deteve um homem de...

Comunicados de Imprensa5 dias atrás

Akanda vai exportar uma tonelada de canábis de Portugal para a Alemanha

O acordo entre a portuguesa Akanda e a Cansativa GmbH vai arrancar com a exportação de uma tonelada de canábis...