Connect with us
Publicidade
Publicidade

Internacional

Malta autoriza auto-cultivo e clubes de canábis

Publicado

em

Owen Bonnici, Ministro da Igualdade, Pesquisa e Inovação de Malta. | Foto: D.R.

O governo de Malta apresentou um regulamento para autorizar o auto-cultivo e os clubes de canábis como forma de acesso aos utilizadores adultos da planta. Malta junta-se, assim, ao Luxemburgo e à Suíça na “corrida” para a legalização e pode tornar-se no primeiro, segundo ou terceiro país europeu a regulamentar o auto-cultivo e o uso adulto de canábis.

Owen Bonnici, Ministro da Igualdade, Pesquisa e Inovação do país anunciou no Twitter que o governo vai aprovar um regulamento para permitir o acesso à canábis para maiores de 18 anos, através do auto-cultivo e dos clubes de canábis. “A nova lei para o uso responsável de canábis trará mudanças reais. A reforma de 20 pontos visa coibir o mercado negro e o tráfico ilegal, proporcionando vias regularizadas, sujeitas a rígidas limitações legais, para pessoas que fazem uso responsável de canábis”, escreveu.

As medidas anunciadas pelo governo incluem a descriminalização do porte de até sete gramas para uso pessoal, o cultivo de até quatro plantas por domicílio e o armazenamento de até 50 gramas de flores em casa. Os outros meios de acesso à canábis, além do auto-cultivo, serão os clubes de canábis, sem fins lucrativos, seguindo o modelo espanhol. As associações terão um máximo de 500 membros, podendo dispensar ​​até sete gramas por dia a cada membro, com um máximo de 50 gramas por mês.

O projecto inclui a criação de uma autoridade reguladora que irá manter um registo e emitir licenças para os clubes. A autoridade definirá os requisitos para o cultivo, secagem, transporte e qualidade da canábis produzida pelos clubes. Fica desde já definido que o porte de mais de sete gramas será punido com multa entre 50 e 100 euros e que o consumo por menores implicará uma multa entre 300 e 500 euros.

“Queremos fornecer um novo quadro em que as pessoas que consomem canábis, possam cultivar plantas em casa e ter acesso a um sistema regularizado, onde possam obter canábis de associações registadas, com uma autoridade encarregada de regular este sector. Acreditamos que este é um esforço de redução de danos que valerá a pena ”, disse o Ministro em comunicado.

Publicidade
Publicidade

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional7 horas atrás

Japão dá passos para legalizar o uso medicinal de canábis

O governo do Japão está a considerar uma revisão da sua Lei de Controlo da Canábis, que permitiria o uso...

Comunicados de Imprensa1 dia atrás

EUA: Curaleaf encerra operações na Califórnia, Colorado e Oregon

A Curaleaf Holdings anunciou hoje em comunicado de Imprensa o encerramento proactivo da maioria das suas operações na Califórnia, Colorado...

Corporações1 dia atrás

Bedrocan expande produção de canábis medicinal para a Dinamarca

O produtor holandês de canábis medicinal Bedrocan vai abrir uma nova instalação na Dinamarca, de forma a responder à procura...

Internacional1 dia atrás

Malta: Registo para obter licenças de canábis inicia a 28 de Fevereiro

Já passou quase um ano desde que Malta aprovou a legislação para regulamentar o uso adulto da canábis, permitindo a posse...

Internacional2 dias atrás

França dá um passo em frente na legalização da canábis

O Conselho Económico, Social e Ambiental (Cese) de França propôs uma “legalização supervisionada” da canábis, num esforço para “ser orientado...

Comunicados de Imprensa2 dias atrás

Suíça: Linnea obtém licença para produção e exportação de API’s com alto teor de THC

A Linnea SA obteve a licença de narcóticos da Swissmedic, a equivalente suíça ao Infarmed I.P., tornando-a numa das primeiras...

Internacional2 dias atrás

Alemanha pretende concluir projecto de lei e parecer técnico sobre a legalização até final de Março

O projecto de lei do governo alemão para a legalização da canábis deverá estar concluído até ao final de Março,...

Internacional3 dias atrás

EUA: Supremo Tribunal do Arizona decide que uso de canábis medicinal durante a gravidez não constitui negligência infantil

O Supremo Tribunal do Arizona decidiu que o uso materno de canábis para enjôos matinais não constitui negligência infantil, avançou a...

Internacional4 dias atrás

República Checa: Projecto para a legalização do uso adulto poderá ser apresentado já em Março

A legislação que regulamentará a canábis para fins recreativos na República Checa poderá ver a luz do dia dentro de...

Nacional4 dias atrás

Clever Leaves despede 63 pessoas e sai de Portugal

A Clever Leaves anunciou hoje que vai abandonar as suas operações em Portugal, tendo procedido ao despedimento colectivo de 63 trabalhadores....