Connect with us
Publicidade
Publicidade

Nacional

GNR apreende ponta de uma ganza em Bragança

Publicado

em

Foto: D.R. | GNR

O Comando Territorial da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Bragança deteve um homem de 23 anos por tráfico de estupefacientes, em Alfândega da Fé, no passado dia 31 de Outubro, por posse de “188 doses de haxixe, três doses de cocaína, uma navalha de corte e um telemóvel”. Na foto enviada com o comunicado de Imprensa é possível ver-se a ponta de uma ganza entre o material apreendido.

Em comunicado, a GNR refere que a apreensão foi feita através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Torre Moncorvo, no âmbito de uma investigação que decorria há nove meses. “Foi possível apurar-se que o suspeito adquiria o produto estupefaciente no distrito de Bragança, para depois o comercializar na zona da Alfândega da Fé. No decorrer das diligências de investigação foi dado cumprimento a dois mandados de busca domiciliária, culminando na apreensão do seguinte material:

·         188 doses de haxixe;

·         Três doses de cocaína;

·         Um telemóvel;

·         Uma navalha de corte.

Inicialmente, o comunicado da GNR dizia também que “o detido, com antecedentes criminais por tráfico de estupefacientes, roubo e sequestro, foi constituído arguido, e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Mogadouro”, mas mais tarde acabaria por enviar a seguinte rectificação. “Em aditamento ao comunicado em apreço, informa-se onde se lê “antecedentes criminais por tráfico de estupefacientes, roubo e sequestro” deve ler-se “antecedentes criminais por tráfico de estupefacientes e furto qualificado”.”

Portugal descriminalizou a posse e o consumo de todas as drogas em 2001, mas a compra, a venda e o cultivo de canábis continuam a ser punidos por lei, com centenas de processos de detenções a acabar nos tribunais por tráfico de pequenas quantidades de estupefacientes. Raramente os detidos são, efectivamente, presos, sendo libertadas depois de presentes a um Juiz. A GNR efectua detenções por posse ou cultivo de canábis em Portugal praticamente todos os dias.

Publicidade

Mais recentes

internacional2 dias atrás

Zimbabwe: Presidente pede 27 milhões de canábis medicinal à Swiss Biocieuticals

O Presidente do Zimbabwe, Emmerson Mnangagwa, comissionou a empresa de canábis medicinal Swiss Biocieuticals a produzir cerca de 27 milhões de...

Opinião7 dias atrás

A canábis pode ajudar a estudar?

No mundo contemporâneo, entrar na Universidade tornou-se sinónimo de “futuro”, ao mesmo tempo que também se podem viver as primeiras experiências...

internacional1 semana atrás

Tailândia: Ministro da Saúde quer oferecer um milhão de plantas de canábis à população

O Ministro da Saúde Pública da Tailândia, Anutin Charnvirakul, surpreendeu, mais uma vez, o mundo, ao anunciar que quer oferecer...

Opinião1 semana atrás

O papel da Enfermagem no cuidado ao paciente submetido a tratamento com canabinóides

Hoje, dia 12 de Maio, assinala-se o Dia Mundial do Enfermeiro. De acordo com o código ético e deontológico de...

Opinião2 semanas atrás

Legalização da canábis em Nova York: Equidade social e económica no licenciamento e extinção de condenaçãoCannabis Legalization in New York: Social & Economic Equity Licensing and Conviction Expungement

A aplicação draconiana anti-canábis, perseguida ao longo dos anos nos Estados Unidos, é uma das coisas mais insanas que uma...

Dá-me música!2 semanas atrás

Playlist da Canábis: #2 – Peter Tosh – “Legalize it”

A pedido dos leitores – porque também vos ouvimos – a seguinte entrada na nossa playlist é o hino pró-legalização...

Eventos2 semanas atrás

PTMC – Portugal Medical Cannabis regressa em 2022 a Lisboa e à Madeira

A PTMC – Portugal Medical Cannabis está de volta! Lisboa – 16 e 17 de Junho – Auditório dos Contabilistas...

internacional2 semanas atrás

Alemanha: Ministro da Saúde vai avançar com a legalização do uso adulto de canábis

O Ministro da Saúde alemão, Karl Lauterbach, anunciou ontem novas medidas sobre a assistência médica na Alemanha, onde incluiu a...

Entrevistas3 semanas atrás

Tej Virk tem uma mensagem para o Governo Português: “Legalizem antes da Alemanha!”

Tej Virk, CEO da Akanda Corporation, que recentemente adquiriu a portuguesa Holigen por 26 milhões de euros, ganhou reputação no espaço global...

internacional3 semanas atrás

Depois da Itália, Curaleaf obtém licença para medicamentos à base de extractos de canábis em Malta

A Curaleaf International obteve licença para uma linha de medicamentos à base de extractos de canábis em Malta. A gama de...

Publicidade