Connect with us
Publicidade
Publicidade

Internacional

Canadá: Ontário dá luz verde para acordos “white label”

Publicado

em

Foto: D.R.

A Comissão de Álcool e Jogos de Ontário (AGCO), no Canadá, anunciou novas regras relacionadas com a canábis recreativa, que permitirão acordos entre retalhistas e produtores licenciados (LPs) para a comercialização de produtos de marca própria (ou ‘white label’, também conhecidos como marca branca). De acordo com o Markets Insider, a medida foi bem recebida entre os maiores retalhistas do Canadá e teve o apoio da Câmara do Comércio de Ontário. 

As mudanças, que entram em vigor no Verão deste ano, tiveram por base o feedback da indústria, culminaram na criação de uma isenção adicional que permitirá acordos entre retalhistas e produtores licenciados (LPs) para a comercialização de produtos de marca branca.

No site da Comissão, que é quem regula a canábis recreativa no Canadá, podemos ler que: “A AGCO leva a sério o feedback da indústria. À medida que o sector de canábis evolui, a AGCO continuará a ser responsiva, incluindo o apoio à inovação e flexibilidade no sector, regulando de acordo com os princípios de honestidade e integridade e no interesse público.”

No final de 2021, já existiam alguns rumores de que essa possibilidade poderia vir a concretizar-se, para benefício do sector. Segundo o artigo da MJBizDaily, de Dezembro de 2021, esta abertura do mercado para as marcas brancas seria algo que era antecipado pelos analistas, e que estes desempenharão um papel fundamental no mercado de extractos de canábis do Canadá, à medida que as empresas procuram maneiras de capitalizar o segmento crucial sem gastar muito.”

Novas medidas bem recebidas

A High Tide Inc. (TSXV: HITI) (Nasdaq: HITI) (FSE: 2LYA), maior retalhista de canábis do Canadá, com 113 lojas de retalho a operar actualmente em todo o país, incluindo 34 em Ontário, anunciou “congratular-se com a decisão da AGCO de alterar os Padrões do Registador para Lojas de Retalho de Canábis, a partir de 30 de Junho, para permitir que os licenciados de canábis de retalho celebrem acordos com produtores licenciados de produtos de canábis de marca de loja, ou marca branca. A mudança ocorre após ampla consulta com as partes interessadas do sector e foi apoiada pela Câmara de Comércio de Ontário.”

“A AGCO mostrou que está disposta a ouvir as preocupações das partes interessadas. As revisões de hoje dos padrões significarão que, quando se trata de produtos de marca branca e marcas de lojas, os retalhistas de canábis de Ontário serão tratados em pé de igualdade com outros sectores de retalho. As novas regras também facilitarão os retalhistas grandes e pequenos, na diferenciação dos seus produtos, marcas e lojas”, disse Raj Grover, presidente e director executivo da High Tide.

Várias companhias já recorrem ao “white-labeling”

Conforme reporta o Business Insider, várias outras companhias estão a operar com base no white-labelling, como a BevCanna Enterprises Inc. (OTC:BVNNF), que anunciou a celebração de um acordo com a empresa de Vancouver, Averi Health Products, para a produção de um portfólio de bebidas com infusão de canábis no mercado canadense, empregando o modelo de parceria de marca branca da BevCanna, que permite que parceiros não licenciados entrem no mercado de canábis no país de forma transparente e em conformidade.

A MediPharm uniu-se à Sunco Green Pharmaceutical Pty Ltd para fornecer ao mercado australiano de canábis medicinal e à Nova Zelândia produtos de canábis com certificação GMP. O acordo de marca branca de dois anos foi o 12º acordo da MediPharm para fornecer canábis à Austrália, segundo as informações disponibilizadas pelo Business Insider. A Valens Company Inc. (NASDAQ:VLNS) e a empresa Fire & Flower Holdings Corp. (NYSE:FAF)(OTC:FFLWF), retalhista de produtos de canábis, confirmaram uma parceria de marca brancano final do ano passado, para o fabrico dos óleos de CBD da Fire & Flower para distribuição em vários estados canadianos.

Publicidade
Publicidade

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional9 horas atrás

Japão dá passos para legalizar o uso medicinal de canábis

O governo do Japão está a considerar uma revisão da sua Lei de Controlo da Canábis, que permitiria o uso...

Comunicados de Imprensa1 dia atrás

EUA: Curaleaf encerra operações na Califórnia, Colorado e Oregon

A Curaleaf Holdings anunciou hoje em comunicado de Imprensa o encerramento proactivo da maioria das suas operações na Califórnia, Colorado...

Corporações1 dia atrás

Bedrocan expande produção de canábis medicinal para a Dinamarca

O produtor holandês de canábis medicinal Bedrocan vai abrir uma nova instalação na Dinamarca, de forma a responder à procura...

Internacional1 dia atrás

Malta: Registo para obter licenças de canábis inicia a 28 de Fevereiro

Já passou quase um ano desde que Malta aprovou a legislação para regulamentar o uso adulto da canábis, permitindo a posse...

Internacional2 dias atrás

França dá um passo em frente na legalização da canábis

O Conselho Económico, Social e Ambiental (Cese) de França propôs uma “legalização supervisionada” da canábis, num esforço para “ser orientado...

Comunicados de Imprensa2 dias atrás

Suíça: Linnea obtém licença para produção e exportação de API’s com alto teor de THC

A Linnea SA obteve a licença de narcóticos da Swissmedic, a equivalente suíça ao Infarmed I.P., tornando-a numa das primeiras...

Internacional2 dias atrás

Alemanha pretende concluir projecto de lei e parecer técnico sobre a legalização até final de Março

O projecto de lei do governo alemão para a legalização da canábis deverá estar concluído até ao final de Março,...

Internacional4 dias atrás

EUA: Supremo Tribunal do Arizona decide que uso de canábis medicinal durante a gravidez não constitui negligência infantil

O Supremo Tribunal do Arizona decidiu que o uso materno de canábis para enjôos matinais não constitui negligência infantil, avançou a...

Internacional4 dias atrás

República Checa: Projecto para a legalização do uso adulto poderá ser apresentado já em Março

A legislação que regulamentará a canábis para fins recreativos na República Checa poderá ver a luz do dia dentro de...

Nacional4 dias atrás

Clever Leaves despede 63 pessoas e sai de Portugal

A Clever Leaves anunciou hoje que vai abandonar as suas operações em Portugal, tendo procedido ao despedimento colectivo de 63 trabalhadores....