Connect with us

Internacional

Holanda prepara-se para lançar projecto piloto de venda de canábis

Publicado

em

Ouvir este artigo
Foto: D.R. | DrugFoundation.org.nz

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a canábis ainda não é legal na Holanda e o país está a preparar-se para um marco significativo na sua política relacionada com a venda da planta. As autoridades holandesas revelaram que o projecto de legalização no país está pronto para entrar na sua fase piloto antes do final do ano de 2023. Inicialmente aprovado pelo senado em 2019, o Wietexperiment, também conhecido como Weed Experiment, está pronto para revolucionar a situação da canábis na Holanda. 

O conceito básico por trás do Wietexperiment é permitir que um grupo seleccionado de cultivadores forneça legalmente canábis a coffeeshops em dez cidades espalhadas pela Holanda. Embora Amesterdão possa ser conhecida como um ponto turístico com os seus famosos coffeeshops de canábis, é importante notar que a venda e o cultivo de canábis para fins recreativos têm permanecido tradicionalmente ilegais fora destes estabelecimentos autorizados.

Política da ‘porta das traseiras’

Ao abrigo do actual quadro legal, as coffeeshops estão autorizadas a vender quantidades limitadas de canábis aos consumidores, mas estão sujeitas a regulamentos rigorosos. Nomeadamente, estes estabelecimentos estão proibidos de se abastecerem de canábis junto de fornecedores, o que deu origem ao que ficou conhecido como a “política da porta das traseiras”.

Oficialmente apelidada de “experiência fechada dos coffeeshops”, esta iniciativa tem dois objectivos principais. Em primeiro lugar, procura monitorizar meticulosamente as ramificações da implementação de um mercado regulamentado de canábis em todo o país. Em segundo lugar, procura mitigar potenciais actividades criminosas associadas ao comércio de canábis.

Após vários atrasos, um anúncio recente do parlamento holandês confirmou que a fase de arranque da experiência Wietexperiment terá início a 15 de Dezembro, começando nas cidades de Breda e Tilburg. Durante esta fase inicial, as coffeeshops participantes serão autorizadas a vender tanto produtos de canábis cultivados legalmente como produtos “tolerados” (não regulamentados). Foram seleccionados dois cultivadores para fornecer canábis legal durante este período.

Prevê-se que a fase de arranque tenha uma duração máxima de seis meses, durante os quais todos os desenvolvimentos serão acompanhados de perto. Esta abordagem proactiva visa acumular uma experiência valiosa relativamente ao sistema de cadeia de abastecimento e processos associados.

Fase de transição em 2024

Após a fase de arranque, seguir-se-á uma “fase de transição”. Nesta fase, todas as cidades participantes terão luz verde para vender produtos de canábis regulamentados, para além dos que se enquadram na categoria “tolerada”. A carta que descreve esta fase afirma claramente que “os desenvolvimentos durante a fase de arranque são monitorizados. Se a ordem pública ou a segurança estiverem seriamente ameaçadas, a fase de arranque será interrompida prematuramente. Os resultados serão partilhados com todos os municípios participantes e utilizados para melhorar os processos e os sistemas, com vista a uma fase de transição harmoniosa.”

Prevê-se que, no final do primeiro trimestre de 2024, na melhor das hipóteses, todas as cidades estejam preparadas para entrar na fase de transição. Além disso, espera-se que os próximos dois produtores de canábis comecem a fornecer os cafés a partir de fevereiro desse ano.

Desafios para o projecto Wietexperiment (ou Weed Experiment)

Embora o projecto da Wietexperiment seja muito promissor, não está isento de desafios. Inicialmente, foram seleccionados dez cultivadores para participar na experiência, mas um deles já perdeu a sua licença. Além disso, alguns cultivadores depararam-se com problemas logísticos, tais como dificuldades em abrir contas bancárias. O governo citou a actual incerteza no planeamento dos cultivadores como uma razão para a falta de clareza quanto à data exacta de início da experiência.

A cidade de Amesterdão, um actor importante no panorama canábico holandês, manifestou um grande interesse em participar no projecto da Wietexperiment. Estão em curso discussões e um projecto de lei destinado a alterar a lei e o decreto relativo ao projecto da rede fechada de coffeeshops está actualmente na Câmara dos Deputados.

O projecto de legalização da canábis na Holanda representa um momento crucial na história da política de drogas do país. À medida que avança nas suas fases, o Wietexperiment fornecerá, sem dúvida, informações valiosas sobre os potenciais benefícios e desafios da regulação do mercado da canábis na Holanda. O seu sucesso ou fracasso pode, em última análise, moldar o futuro da política da canábis não só nos Países Baixos, mas também noutras partes do mundo.

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Cânhamo3 dias atrás

Portugal: Estudo revela disparidades alarmantes na rotulagem do CBD, que continua proibido no país

Um estudo recente sobre os produtos de CBD em Portugal revela disparidades alarmantes entre o conteúdo de canabinóides anunciado e...

Internacional3 dias atrás

Espanha: Câmara de Barcelona encerra dezenas de clubes de canábis

A Câmara Municipal de Barcelona deu início a uma forte repressão contra os clubes de canábis da cidade, ordenando o...

Internacional5 dias atrás

Alemanha aprova o primeiro clube social de canábis após a legalização

A Ministra da Agricultura da Baixa Saxónia, Miriam Staudte, anunciou esta segunda-feira que o seu gabinete autorizou o primeiro clube...

Cânhamo7 dias atrás

Tailândia cada vez mais perto de reclassificar a canábis e o cânhamo como substâncias controladas

A Tailândia deu mais um passo decisivo no sentido de voltar a proibir a canábis no país. Na passada sexta-feira,...

Internacional2 semanas atrás

Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência (OEDT) passa a ser Agência da União Europeia das Drogas (EUDA)

A 2 de Julho de 2024 o Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência (EMCDDA) passará a ser a Agência...

Eventos2 semanas atrás

ICRS – International Cannabinoid Research Society reúne médicos e investigadores em Salamanca para o 34º Simpósio sobre Canabinoides

Se pensa que a investigação com canábis é algo recente e que inda não há estudos suficientes… pense outra vez! É...

Crónica3 semanas atrás

Terroir 101 – Uma Introdução

Este artigo inicia uma série sobre temas necessários para os que acreditam que esta planta merece ser reverenciada e elevada...

Eventos3 semanas atrás

Editora do CannaReporter®, Laura Ramos, nomeada “Jornalista do Ano” nos prémios Business of Cannabis

A indústria da canábis está prestes a reunir-se em Londres para dois dias de Cannabis Europa e uma noite de...

Comunicados de Imprensa4 semanas atrás

Cannabis Europa recebe líderes europeus e norte-americanos em Londres para capitalizar o mercado europeu da canábis

A indústria norte-americana de canábis está a criar um movimento significativo através do Atlântico, à medida que os líderes deste...

Internacional4 semanas atrás

Polícia alemã esclarece que não sugeriu consumo de canábis (em vez de álcool) aos adeptos ingleses do Euro 2024

A polícia de Gelsenkirchen, na Alemanha, foi citada numa notícia onde afirmou que as atenções estariam mais centradas nos adeptos...